N. 2 (1999): O habitar.

					Ver N. 2 (1999): O habitar.

O segundo número das "Sebentas d'Arquitectura" é dedicado ao tema do habitar. Este é seguramente um tema quase omnipresente nas preocupações dos arquitectos e dos alunos de arquitectura, porque é uma parte substancial da própria definição da Arquitectura-ou pelo menos de uma "possível" definição de Arquitectura, mais abrangente, que se possa encontrar na contemporaneidade. Continua (ainda) a ser consensual que a conformação e construção do espaço constitui o objectivo último da Arquitectura, mas que esse espaço não tem sentido verdadeiramente arquitectónico se não tiver condições optimizadas para ser habitado... Construir e criar as condições qualitativas do habitar, constitui assim, o núcleo essencial da condição arquitectónica, que demarca, nomeadamente, a diferença entre a Arquitectura e outras artes. Em que consiste este habitar (arquitectónico)? - Quais as propriedades qualitativas que sugerem a condição de "poder" habitar ou de "ser" habitado? Estas são questões que têm interessado um grande número de arquitectos e em particular os críticos e teóricos da arquitectura, sobretudo a partir dos anos 40 e do pós-guerra.

Publicado: 2014-10-27
ISSN: 0874-3207
e-ISSN: 2183-4032
Editora: Universidade Lusíada Editora

Editorial

Artigos