As formas sob a luz - Le Corbusier.Deus ex machina

Autores

  • Mário João Alves Chaves

Resumo

Le Corbusier, encarnou a grande aventura cultural e arquitectónica deste século XX, em parte devido à sua inegável vontade de criação e potência sobre o inconformismo. Legou invenções estéticas e técnicas que se estenderam e influenciaram a Arquitectura do betão de forma significativa, mudando e delineando os vectores da plástica na Arquitectura Moderna por duas vezes: uma nos anos vinte, com os seus conceitos de Purismo e outra nos anos cinquenta com as esculturais formas de Brutalismo.ara além da actividade criativa, Le Corbusier deu ao Movimento Moderno o estatuto moral e fortificante que necessitava, como afirmação ao gosto burguês. Conhecido como opositor mordaz contra certas tendências anacrónicas das Academias e certos tipos de ‘ modernidades expontaneas não reflectidas ‘, personalizou e manifestou-se como uma figura plena de integridade e consciência. Numa visão mais alargada, a sua influência deve-se muito aos livros (perto de 40) e incontáveis artigos que transmitiram a paixão da criação até um vasto público, quis consciêncializar para o valor e importância da nova Arquitectura. O grande sucesso de Le Corbusier trouxe, num outro aspecto, um falhanço reconhecido, porque unanimamente se pode reconhecer que uma casa é mais que uma máquina de habitar, que o planeamento urbano é mais que uma simplificação e ordenação das suas diferentes funçöes urbanas e que os seus quadros abstractos puristas não podem orquestrar o ‘spectrum’ total das emoções sentidas perante as formas de arquitectura.

Downloads

Publicado

2014-10-30

Como Citar

Chaves, M. J. A. (2014). As formas sob a luz - Le Corbusier.Deus ex machina. Sebentas d’Arquitectura, (5), 61–73. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/sa/article/view/1828

Edição

Secção

Artigos