O projecto europeu TEMPEST (auto-regulação para a prevenção da obesidade em crianças e adolescentes) – Análise de esquemas de incentivo em Portugal.

Tânia Gaspar Sintra dos Santos, Maria Margarida Nunes Gaspar de Matos, Teresa Cristina da Cruz Fatela Santos, Francisca Soares de Albergaria

Resumo


A obesidade constitui-se uma grave ameaça para a saúde pública, sendo uma doença crónica com elevado comprometimento na qualidade de vida, tendo a sua prevalência em crianças e jovens europeus aumentado dramaticamente. O projecto europeu TEMPEST (http://www.tempestproject.eu), a decorrer entre 2009 e 2013, em 9 países, incluindo Portugal, tem três principais objectivos: 1) analisar a existência de novos esquemas de incentivo para a prevenção da obesidade em crianças e adolescentes; 2) obter maior conhecimento sobre o papel da competência de auto-regulação na gestão de escolhas alimentares não-saudáveis ("tentações"); 3) contribuir para o desenvolvimento de programas de intervenção eficazes na prevenção desta doença crónica, em diferentes "settings" sociais. O presente artigo pretende fazer uma análise dos esquemas de incentivo para a prevenção da obesidade em crianças e adolescentes portugueses, identificando e caracterizando um conjunto de programas/políticas existentes no país. Após a pesquisa realizada, foram identificados vários programas, na sua maioria multidimensionais e que visam, sobretudo, aumentar o conhecimento sobre a prevalência desta condição clínica, parecendo indicar que Portugal apresenta boas práticas e programas relacionados com o comportamento alimentar, com relevante impacto local e nacional.

 

Obesity presents a serious threat to public health, since it is a chronic disease that highly affects quality of life, and its prevalence in children and young people in Europe has increased dramatically. The European project TEMPEST (http://www.tempestproject.eu), taking place from 2009 to 2013 in nine countries, including Portugal, has three main objectives: 1) examine the existence of new incentive actions for the prevention of obesity in children and adolescents; 2) obtain more knowledge about the role of self-regulatory skills in the management of non-healthy food choices ("temptations"); 3) contribute to the development of effective intervention programs in the prevention of chronic disease in different social settings. This article focuses on outcomes of the first objective, presenting an analysis of incentive schemes for the prevention of obesity in Portuguese children and adolescents, through the identification and characterization of the existent programs/policies in the country. After the research, several programs were identified, mostly multidimensional that aimed, above all, to increase the awareness about the prevalence of this clinical condition, seeming to indicate that Portugal demonstrates good practices and programs related to eating behavior, with significant impact both at local and national levels.

 

Palavras-chave / Keywords

Auto-regulação, Obesidade, Crianças, Adolescentes.

Self-regulation, Obesity, Children, Adolescents.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt