Processos de adaptação parental face a diferentes diagnósticos de deficiência

Inês Cruz, Vítor Franco

Resumo


Neste estudo é analisada a validade de conteúdo da Escala Parental de Adaptação à Deficiência (EPAD), as relações entre a Escala de Impacto na Família (EIF) e a EPAD, bem como as diferenças na adaptação dos pais tendo em consideração diferentes diagnósticos de deficiência e diversos graus de autonomia. A amostra é constituída por 45 pais de sujeitos com diferentes diagnósticos. Os resultados mostraram que a EPAD revela boa validade de conteúdo e a existência de relações entre as escalas, subescalas, fatores e dimensões que a constituem. Foram encontradas diferenças na dimensão Futuro, Depressão, Resiliência e Apoio Social, quando considerados os diagnósticos Paralisia Cerebral, Deficiência Intelectual, Autismo e Outro. Quando considerados os grupos de pais/mães com filhos/as com e sem Autismo, verificaram-se diferenças no fator Suporte e na dimensão Apoio Social. Tendo em consideração os níveis de autonomia dos filhos/as, verificaram-se diferenças na EIF, dimensão Culpa e Resiliência.


In this study the content validity of the Parental Adaptation Scale for Disability (EPAD), the relationships between the Impact on Family Scale (IOF) and the EPAD, as well as the differences in the parents’ adaptation were analyzed, taking into account different diagnoses of disability and degrees of autonomy. The sample consisted of 45 parents of subjects with different diagnoses. The results showed that the EPAD reveals good content validity and the existence of relationships between scales, subscales, factors and dimensions that constitute it. Differences were found in the Future, Depression, Resilience and Social Support dimensions, when considering the Cerebral Palsy, Intellectual Deficiency, Autism and Other diagnoses. When considering the groups of parents with children with and without Autism, there were differences in the Support factor and in the Social Support dimension. Taking into account the levels of autonomy of the children, there were differences in the IOF, Guilt and Resilience dimension.


Palavras-chave / Keywords:

Adaptação parental, Paralisia cerebral, Deficiência intelectual, Autismo.

Parental adaptation, Cerebral palsy, Intellectual disability, Autism.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt