Videojogos e competências sociais no ensino superior

Autores

  • Ana Cláudia Dinis
  • Fábio Fernandes
  • Gonçalo Azevedo
  • Mariana Silva
  • Margarida Gaspar de Matos

Resumo

O conceito de jogos online está associado a jogos multiplayer em rede que se podem jogar diretamente na rede ou jogos que podem ser descarregados da rede. Os videojogos têm vindo a assumir um papel crucial como instrumento cultural e o crescimento da sua produção é um reflexo da sua relevância. Este trabalho pretende investigar a influência da prática de videojogos nas competências sociais de 206 estudantes universitários do distrito de Lisboa, com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos, com utilização de um questionário. Os resultados revelam que os estudantes que demostram menor capacidade empática são os que jogam mais dias por semana e que os estudantes que demostram maior capacidade de cooperação são os que dedicam mais horas por dia à prática de videojogos.

Palavras-chave:

Videojogos, Competências sociais, Empatia, Cooperação

Downloads

Publicado

2019-06-25

Como Citar

Dinis, A. C., Fernandes, F., Azevedo, G., Silva, M., & Matos, M. G. de. (2019). Videojogos e competências sociais no ensino superior. Revista De Psicologia Da Criança E Do Adolescente, 9(1), 129–153. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/2676

Edição

Secção

Artigos