Os adolescentes portugueses dormem pouco e bem, ou pouco e mal? E então?

Margarida Gaspar de Matos, Tânia Gaspar Sintra dos Santos, Fábio Alexandre Botelho Guedes, Cátia Branquinho, Ana Cerqueira, Adilson Marques, Celeste Simões, Gina Tomé, Diego Gómez-Baya, Teresa Paiva

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar as carateristicas do sono dos jovens e seu papel na perceção de saúde, satisfação com a vida, pressão com os trabalhos da escola e capacidade escolar. Foram incluido 5695 adolescentes portugueses no âmbito do estudo do Health Behaviour in School aged Children (HBSC) (46,1% rapazes), do 8º, 10º e 12º anos de escolaridade de Portugal Continental. Foram identificadas associações entre todas as variáveis relacionadas com a qualidade do sono e bem--estar físico e psicológicos, assim como o contacto online com os amigos chegados e satisfação com a vida dos jovens. As variáveis relacionadas com um sono perturbado indicam que a maioria dos adolescentes mostra um padrão de sono tardio e redução da duração do sono numa fase da vida em que este é fundamental para o bom desempenho das atividades diárias dos jovens, relacionadas com as suas atividades escolares e sociais. A qualidade e quantidade do sono, assim como as suas consequências, têm vindo a agravar-se com o uso muitas vezes problemático de ecrãs, um problema cada vez mais saliente e focado, e com as preocupações que os adolescentes apresentam e não conseguem gerir.


The objective of this study is to analyse the characteristics of the sleep of young people and their role in the perception of health, satisfaction with life, pressure with school work and school competence. A total of 5695 Portuguese adolescents were included in the study of Health Behaviour in School aged Children (HBSC) (46.1% boys), 8th, 10th and 12th grades in Portugal. We identified associations between all variables related to sleep quality and physical and psychological well-being, as well as the online contact with the close friends and satisfaction with the life of the young people. Variables related to disturbed sleep indicate that the majority of adolescents show a pattern of late sleep and reduced sleep duration at a stage of life where it is fundamental to the good performance of the daily activities of young people related to their school activities and social. The quality and quantity of sleep, as well as its consequences, have been aggravated by the often problematic use of screens, an increasingly salient and focused problem, and with worries that adolescents refer and can not manage.


Palavras-chave / Keywords

Sono, Cansaço, Saúde, Satisfação com a vida, Capacidade escolar, Preocupações.

Sleep, Tiredness, Health, Life Satisfaction, School competence, Worries.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt