Os adolescentes portugueses e a igualdade de oportunidades dos migrantes

Fábio Alexandre Botelho Guedes, Tânia Gaspar Sintra dos Santos, Gina Tomé, Ana Cerqueira, Margarida Gaspar de Matos

Resumo


Entendendo a igualdade de oportunidades dos imigrantes como um dos direitos fundamentais da humanidade, as populações migrantes têm tido um especial destaque, estando presentes em várias discussões sociais e políticas. O objetivo do estudo foi analisar quais as características dos jovens que manifestam uma atitude mais positiva face à diversidade cultural. Participaram neste estudo 5695 adolescentes portugueses (46,1% rapazes), do 8º, 10º e 12º anos de escolaridade de Portugal Continental. A amostra foi recolhida no âmbito do estudo do Health Behaviour in School aged Children (HBSC). Foram identificadas diferenças de género, sendo o feminino e os adolescentes que conhecem jovens não portugueses que apresentam uma ligação mais positiva com a igualdade de oportunidade dos imigrantes. A idade e ter curiosidade em conhecer pessoas de outros lugares também apresentam um valor explicativo da igualdade de oportunidades. As variáveis relacionadas com a diversidade cultural e o bem-estar ajudam a explicar melhor a perceção da igualdade de oportunidades dos migrantes aos olhos dos adolescentes portugueses, no entanto, são os jovens mais novos e do género feminino que apresentam uma perceção mais positiva. Desenvolvimento de ações de incentivo à valorização da diversidade e à promoção de atividades comuns, salientando a promoção de outras competências pessoais e/ou socioemocionais na promoção do bem-estar e coesão social.


Understanding the equal opportunities of immigrants as one of the fundamental humanity rights, migrant populations have been especially prominent, being present in various social and political discussions. The objective of the study was to analyse the characteristics of adolescents who express a more positive attitude towards cultural diversity. A total of 5695 Portuguese adolescents (46.1% boys) participated in the study, from the 8th, 10th and 12th grades, in Portugal. The sample was collected as part of the Health Behaviour in School aged Children (HBSC) study. Gender differences have been identified, being females and adolescents who meet non-Portuguese youth who have a more positive connection with equal opportunities for immigrants. Age and curiosity about meeting people from other places also have an explanatory value of equal opportunities. The variables related to cultural diversity and well-being help to better explain the perception of the equality of opportunities of migrants in the eyes of Portuguese adolescents, however it is the youngest and the women who present a more positive perception. Development of actions to encourage the valorisation of diversity and the promotion of common activities, emphasizing the promotion of other personal and/or social-emotional competences in promoting well-being and social cohesion.


Palavras-chave / Keywords

Jovens, Migrantes, Igualdade de oportunidades, Diversidade cultural.

Youth, Migrants, Equal opportunities, Cultural diversity.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt