“Os filhos do divórcio” – Programa de intervenção psicológica junto de filhos de pais separados/divorciados

Autores

  • Tânia Prata

Resumo

O divórcio é um longo processo que envolve múltiplas mudanças. Representa uma perda para o casal e também para os filhos, causa inevitavelmente, um desajustamento emocional (Almeida & Monteiro, 2012; Martins 2010; Heegaard,1998). Uma intervenção psicológica atempada permitirá diminuir o impacto psicológico do divórcio parental e promover a sua aceitação e adaptação à nova realidade familiar. Neste sentido, o Serviço de Psicologia Clínica da Unidade Local de Saúde da Guarda criou um programa de intervenção psicológica, designado “os Filhos do Divórcio”. É composto por 10 sessões e assenta numa intervenção grupal. 

Num primeiro grupo participaram oito crianças com idades compreendidas entre os 8 e 12 anos, filhos de pais separados e/ou divorciados há menos de 4 anos. Todos foram submetidos a uma avaliação inicial (estudo das reações emocionais ao divórcio parental). Na última sessão procedeu-se à avaliação da eficácia do programa.

Obtiveram-se resultados satisfatórios em mais de 70% dos participantes, podendo considerar-se este programa como um instrumento de trabalho bastante útil na intervenção em grupo com filhos de pais separados e/ou divorciados.

Palavras-chave:

Divórcio, Impacto psicológico, Intervenção grupal

Downloads

Publicado

2018-11-29

Como Citar

Prata, T. (2018). “Os filhos do divórcio” – Programa de intervenção psicológica junto de filhos de pais separados/divorciados. Revista De Psicologia Da Criança E Do Adolescente, 8(2), 99–113. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/2580

Edição

Secção

Artigos