A par e passo com a família: a importância da educação parental para os técnicos que intrevêm junto de famílias multidesafiadas | Side by side whith the family: the importance of parental education whit high risk indigent families

Ana Pratas, Joana Eira, Esperança Jales Ribeiro, Leandra Cordeiro

Resumo


Existe uma vasta literatura que aponta para o papel central da família na intervenção em situações de crianças e jovens em risco. Face ao impacto individual, familiar e social do mau trato infantil, a prevenção toma cada vez mais um lugar de relevância. A promoção das competências parentais é um dos principais objetivos dos programas de prevenção do mau trato infantil, proclamada em vários documentos internacionais reguladores dos direitos e da proteção na infância. A educação parental visa fornecer, aos pais ou a outros cuidadores, conhecimentos específicos e estratégias que promovam o exercício de uma parentalidade positiva e o desenvolvimento da criança. Centradas na promoção e no fortalecimento das famílias, estas intervenções apoiam os pais na mudança do seu comportamento parental e na perceção dos seus sentimentos e expetativas, conduzindo a alterações no relacionamento com os filhos.

A intervenção na parentalidade em contextos de risco tem mostrado resultados positivos e promissores noutros países. Apesar de prevista na ordem jurídica portuguesa, a educação parental em situações de risco e de intervenção social não está regulamentada, surgindo igualmente como uma necessidade de formação apontada pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ). O presente artigo tem por objetivo apresentar um plano de formação para técnicos da CPCJ no âmbito da Educação Parental, respondendo às necessidades formativas e sustentando-se na revisão da literatura.


There is a vast literature that points to the central role of the family in intervening in situations of children and young people at risk. In view of the individual, family and social impact of child maltreatment, prevention is becoming more and more important. The promotion of parental competencies is one of the main objectives of the programs to prevent child maltreatment, as proclaimed in several international documents regulating rights and protection in childhood. Parental education aims at providing parents or other caregivers with specific knowledge and strategies that promote the exercise of positive parenting and the development of the child. Focused on promoting and strengthening families, these interventions support parents in changing their parental behavior and in the perception of their feelings and expectations, leading to changes in the relationship with their children. Intervention in parenting in contexts of risk has shown positive and promising results in other countries. Although provided for in the Portuguese legal order, parental education in situations of risk and social intervention is not regulated, and also appears as a training need identified by the Comissões de Proteção das Crianças e Jovens (CPCJ). The present article aims to present a training plan for CPCJ technicians in the field of Parental Education, responding to the training needs and based on the literature review.


Palavras-chave / Keywords

Plano de formação, Maus-tratos infantis, Educação parental.

Training plan, Child abuse, Parental education.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt