A utilização de aplicações em iPad para o desenvolvimento da comunicação e da linguagem em crianças com autismo

Catarina de Faria e Maya, Cláudia Bandeira de Lima

Resumo


A Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) é uma patologia do neurodesenvolvimento que pode estar associada a uma Perturbação de Linguagem caracterizada pela ausência de oralidade. A utilização de instrumentos de comunicação aumentativa, ricos em estímulos visuais, tem sido reconhecida como uma forma de responder às características de aprendizagem que, numa grande parte das crianças com PEA, assenta muito na memória visual. Neste contexto, instrumentos como o iPad têm vindo a ser mais utilizados por serem portáteis, lúdicos, bem aceites pelos pares e por, segundo Flores et al (2012), a sua utilização estar associada a um maior número de comportamentos comunicativos. Avaliar a viabilidade de um conjunto de aplicações em iPad, enquanto instrumentos de comunicação aumentativa, tendo em conta: (a) a adesão das crianças à utilização das aplicações, (b) o desenvolvimento de comportamentos comunicativos e (c) as evoluções ao nível da linguagem expressiva. Metodologia: São apresentados quatro estudos de caso, onde foram aplicados três programas de estimulação da linguagem e da comunicação, construídos pelo LógicaMentes: Aprender – As Primeiras Palavras; As Frutas; Quadro de Comunicação. Resultados: Verifica-se uma boa adesão, um aumento de comportamentos comunicativos e, ainda, um aumento na quantidade e correcção dos sons produzidos, aquando da apresentação dos estímulos nas aplicações, que por vezes não se verifica durante a apresentação dos mesmos estímulos por vias não tecnológicas. São discutidas as vantagens e algumas limitações associadas à utilização do iPad, sendo propostas estratégias para contornar as limitações encontradas.


Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder that can be associated with a Language Disorder characterized by the absence of speech. The use of augmentative communication tools, rich in visual stimuli, has been recognized as a way to respond to the learning characteristics that, in many children with ASD, are based on visual memory. In this context, instruments, such as the iPad, have been increasingly used because they are portable, entertaining, well-accepted by peers and, according to Flores et al (2012), associated with a greater number of communicative behaviours. To assess the viability of a set of iPad applications, as augmentative communication tools, taking into account: (a) the adherence of children to the use of the iPad applications, (b) the development of communicative behaviors and (c) the development of their expressive language. Methodology: four case-studies are presented, with whom three language and communication stimulation programs, developed by LógicaMentes, were used: Learn - The First Words; The Fruits; Communication Board. Results: Results reveal a good adherence, an increase in communicative behaviors, as well as an increase in the amount and accuracy of the sounds produced when presented with the stimuli on the iPad, which did not always occur during the presentation of the same stimuli through non-technological means. The advantages and limitations associated with the use of the iPad are discussed, and strategies to overcome these limitations are suggested.


Palavras-chave / Keywords

Autismo, Comunicação aumentativa, Aplicações em iPad, Comunicação, Linguagem.

Autism, Augmentative communication, iPad applications, Communication, Language.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt