Avaliação e intervenção terapêutica na utilização problemática da internet (UPI) em jovens: revisão da literatura.

Ivone Patrão, João Reis, Luís Madeira, Marta Croca Sofia Paulino, Rita Barandas, Daniel Sampaio, Bernardo Moura, João Gonçalves, Sérgio Carmenates

Resumo


A Internet, sendo um instrumento neutro, pode ter efeitos negativos ou positivos, dependendo de como é utilizada. Nas últimas décadas têm surgido alguns estudos que conceptualizam os comportamentos dysfunctional na Internet como dependência. Existe alguma controvérsia quanto à sua conceptualização. Tem existido esforço na comunidade científica para a definição de critérios para as diferentes dependências online, a validação de instrumentos para a sua avaliação, e também, a avaliação da eficácia de intervenções terapêuticas. Este artigo tem como objetivo apresentar uma revisão da literatura sobre a Utilização Problemática de Internet (UPI) em jovens, em concreto a sua conceptualização, avaliação e intervenção clínica. Apresentam-se dados sobre a conceptualização controversa da UPI, a prevalência, os fatores preditores, protetores e de risco, os aspectos neurológicos e imagiológicos, as co-morbilidades, a avaliação e a intervenção clínica na UPI. Conclui-se da necessidade de rastreio da UPI e das co-morbilidades nos jovens (e.g. com alterações sono; depressão); análise de padrões de uso da Internet e estabelecimento de estratégias de detecção precoce de jovens em risco; estudos longitudinais, de forma a perceber a evolução dos comportamentos online, avaliar as remissões espontâneas e determinar prognósticos; e estudos com amostras clínicas que permitam testar o sucesso da intervenção clínica.


The Internet as an neutral instrument can have negative or positive effects, depending on the use. In recent decades there have been some studies that conceptualize the dysfunctional behavior on the Internet as a dependency. There is some controversy as to its conceptualization. There has been effort in the scientific community to define criteria for the different online dependencies, validation of instruments, as well as evaluating the efficacy of the interventions. This article aims to present a literature review on the use of Problematic Internet Use (PIU) in young people, in particular its conceptualization, evaluation and clinical intervention. They present data on the controversial conceptualization of PIU, prevalence, predictors, protective and risk factors, neurological and imaging aspects, co-morbidities, assessment and clinical intervention in PIU. It is important to screen for PIU and co-morbidities in young people (e.g. with sleep disorders, depression); analyze the Internet use standards and the establishment of early detection strategies for youth at risk; longitudinal studies in order to understand the evolution of online behaviors, evaluate spontaneous remissions and determine prognoses; and studies with clinical sample to test the success of clinical intervention.


Palavras-chave / Keywords

Utilização problemática da internet, Dependência da internet, Jovens, Videojogos, Redes sociais, Intervenção terapêutica.

PIU, Internet addiction, Young, Video games, Social network, Therapeutic intervention.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt