A relação professor-aluno: um olhar necessário para o contexto.

Autores

  • Jaqueline Cruz
  • Maria Margarida Nunes Gaspar de Matos
  • José Alves Diniz

Resumo

O papel do professor é muito importante já que, estes têm a seu cargo jovens que dele dependem para desenvolver as suas aprendizagens. O professor e o seu quotidiano profissional são então fundamentais, pois aspetos como a noção de autoeficácia, a exaustão emocional, sintomas de doença levam a que a sua eficiência seja posta em causa.

Este artigo alude a uma pesquisa sistemática da literatura de 2014 e 2015 e completa uma anterior dos mesmos autores, que revisaram artigos publicados entre 2011 e 2013.

Após a primeira revisão vários conceitos realçaram pelo que, nesta nova revisão os mesmos foram tidos em conta por se considerarem importantes para um melhor entendimento do profissional como um todo.

Metodologicamente recorreu-se à B-on (Biblioteca do Conhecimento Online) e utilizaram-se como termos de pesquisa os seguintes, Liderança, Educação, Eficácia dos Professores e Motivação dos Professores. Foram também utilizados vários filtros permitindo, desta forma, a seleção final dos estudos incluídos neste
trabalho.

Os principais resultados obtidos dão ênfase às dificuldades sentidas pelos professores no seu quotidiano profissional, nomeadamente as que levam a sintomas de exaustão emocional e perceção de baixa autoeficácia. Por outro lado, a necessidade imperiosa de formação adequada à realidade do contexto e as questões da liderança escolar surgem como resposta aos aspetos negativos da profissão.

Palavras-chave:

Exigências emocionais, Perceção de autoeficácia, Exaustão emocional

Downloads

Publicado

2016-04-04

Como Citar

Cruz, J., Matos, M. M. N. G. de, & Diniz, J. A. (2016). A relação professor-aluno: um olhar necessário para o contexto. Revista De Psicologia Da Criança E Do Adolescente, 6(2), 145–154. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/2316