Implicações do autismo na dinâmica familiar: estudo da qualidade de vida dos irmãos

Autores

  • Rosa Maria Lopes Martins
  • Inês Bonito

Resumo

A presença de uma criança com autismo numa família, altera a sua dinâmica profundamente, tendo implicações na qualidade de vida (QV) física, psíquica e social de todos os seus membros, mas com especial relevo na vida dos irmãos. Assim este estudo teve por objetivos: conhecer a qualidade de vida dos irmãos de crianças/adolescentes autistas e analisar correlações entre esta e as variáveis de contexto sociodemográfico, familiar e psicossocial.

Trata-se de um estudo não experimental, descritivo e transversal de natureza triangulada, no qual participaram 68 irmãos de pessoas com autismo inscritos na APPDA da região centro do País. Foi utilizado um questionário sociodemográfico e uma escala de avaliação da QV em crianças e adolescentes (versão Portuguesa dos instrumentos Kidscreen).

Da análise feita concluímos que a QV dos irmãos de crianças/ adolescentes autistas é satisfatória (M=67,51) para a maioria, encontrando-se os valores mais elevados ligados ás dimensões, provocação, questões económicas e estado de humor geral. Contrariamente os aspetos mais prejudicados são os tempos livres, as amizades e o ambiente escolar. A QV é superior nos rapazes, entre os 7 e 12 anos, a frequentar o 1.º e 2.º ciclos, que tiveram conhecimento do autismo por outros elementos que não os Pais e ainda naqueles que sentem não ser prejudicados.

As evidências encontradas neste estudo mostram que o autismo causa impactos diferenciados na QV dos irmãos e confirmam a multiplicidade de fatores que pode interferir nessa QV.

Palavras-chave:

Qualidade de vida, Irmãos, Autismo, Família

Downloads

Publicado

2016-03-09

Como Citar

Martins, R. M. L., & Bonito, I. (2016). Implicações do autismo na dinâmica familiar: estudo da qualidade de vida dos irmãos. Revista De Psicologia Da Criança E Do Adolescente, 6(2), 131–144. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/2282