Escala do desenho da gravidez e escala do desenho da família imaginada aplicadas aos II e III trimestres de gestação

Autores

  • M. Eduarda Carvalho

Resumo

O presente artigo trata de um estudo de investigação acerca da aplicação e validação de duas provas projetivas do desenho aplicado na gravidez dirigida a uma amostra de 211 mulheres grávidas avaliadas no segundo e no terceiro trimestres de gestação. Nestes dois momentos de avaliação pedimos a cada sujeito da amostra a realização de dois desenhos. Em primeiro lugar, pedimos a cada sujeito para desenhar a sua imagem corporal na gravidez e posteriormente pedimos a cada sujeito para desenhar a sua família tal como a imagina no futuro, após o bebé nascer.

O estudo fatorial realizado com base em categorias de cada um dos desenhos resultou em duas escalas de avaliação, respetivamente, a escala do desenho da gravidez e a escala da futura família imaginada, cada uma delas constituída por quatro dimensões, todas elas com adequada consistência interna. O estudo das diferenças entre os dois momentos de avaliação para cada uma das escalas mostram que a representação gráfica da gravidez e da família imaginada é sensível à idade gestacional. Para além disso o estudo de correlação entre as duas escalas mostram a existência de associações significativas entre algumas dimensões da escala do desenho da gravidez e algumas dimensões da escala do desenho da futura família imaginada.

Palavras-chave:

Gravidez, Maternidade, Imagem corporal, Desenho da gravidez, Desenho da família

Downloads

Publicado

2015-01-29

Como Citar

Carvalho, M. E. (2015). Escala do desenho da gravidez e escala do desenho da família imaginada aplicadas aos II e III trimestres de gestação. Revista De Psicologia Da Criança E Do Adolescente, 6(1), 83–93. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/1972

Edição

Secção

Artigos