Interação vincular de pais com filhos autistas

Autores

  • Débora Silva de Oliveira
  • Amanda Rosa Selois de Moura
  • Luan Paris Feijó
  • Melina del Castel Pinheiro
  • Pâmella Brites
  • Suhelen Dorneles
  • Eliane Moura

Resumo

O autismo caracteriza-se pela presença de um desenvolvimento acentuadamente atípico na interação social e comunicação, assim como pelo repertório marcadamente restrito de atividades e de interesses. Essas características podem levar a um isolamento contínuo da criança e de sua família. Nesse sentido, acredita-se que esse artigo contribui para os estudos relacionados ao tema, mais especificamente, à forma de vínculo estabelecido entre filhos com transtorno autista e seus pais. A metodologia utilizada foi a de pesquisa indutiva, de cunho bibliográfico, a qual busca compreender a relação vincular entre pais e seus filhos com transtorno autista. A estimulação da capacidade de conexões afetivas pode criar vínculo forte e duradouro, na medida em que a criança se sente segura e protegida. Embora seja difícil e estressante para as famílias lidarem com filhos autistas, é de extrema importância que todos vivam em um ambiente harmonioso e que proporcione um desenvolvimento infantil saudável. Assim, acredita-se que esse tema necessite de mais pesquisas, visto que ainda há pouca literatura que discuta sobre o processo interacional dos pais com filhos autistas.

Palavras-chave:

Autismo, Interação, Vínculo, Pais e filhos

Downloads

Publicado

2015-01-06

Como Citar

Oliveira, D. S. de, Moura, A. R. S. de, Feijó, L. P., Pinheiro, M. del C., Brites, P., Dorneles, S., & Moura, E. (2015). Interação vincular de pais com filhos autistas. Revista De Psicologia Da Criança E Do Adolescente, 5(2), 103–113. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/1873

Edição

Secção

Artigos