Arquitectura no período gótico em Portugal. Influência medicante e da Ordem de Cister

Luís Manuel Lourenço Serro

Resumo


Procuramos neste artigo, de uma forma geral, realizar um estudo sobre o fenómeno do gótico em Portugal.

A este propósito iremos ter em conta os três grandes períodos dentro dos quais se desenvolveu este estilo, as tipologias das suas construções e, por fim, a influência das arquitecturas cistercenses e mendicantes.

Este estudo baseia-se, não numa descrição exaustiva das construções individualmente, mas antes no seu enquadramento na Idade Média com excepção dos casos paradigmáticos de Alcobaça e da Batalha, uma vez que se trataram de fenómenos estrangeiros.

De uma forma geral, o gótico em Portugal é sóbrio, homogéneo e com uma coerência interna comum a todos os edifícios, o que lhe atribui um carácter único no nosso pais.

 

In this article we seek to approach, in a general manner, a study of the gothic phenomenon in Portugal.

For that matter, we will study the three main periods in which occurred his evolution, the typologies of their constructions and, at last, the foreign influences of the Cistercians and mendicants architectures.

This study will be based, not in an exhaustive description of the buildings in an individual consideration but, focusing in their framing in the Middle Ages with exception over the paradigmatic buildings of Alcobaça and Batalha, as they were a foreign phenomenon.

In a general way, the Portuguese gothic is sober, homogeneous and with an internal coherence within all buildings, which gives him a unique character of this style in Portugal.

 

Palavras-chave / Keywords

Alcobaça, Arquitectura, Batalha, Belo, Gótico, Mendicante.

Alcobaça, Architecture, Batalha, Beauty, Gothic, Mendicant.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt