Louvain-la-Neuve, urbanismo e arquitetura, persistência de valores fundamentais

Autores

  • Sérgio Infante Professor aposentado da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Professor da Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada.

Resumo

É abordado o contexto histórico, na Bélgica, da cisão da velha Universidade de Lovaina em duas, a Katholieke Universiteit Leuven (KUL), de expressão flamenga, que permanece na velha cidade de Lovaina (Leuven) e a Université Catholique de Louvain (U.C.L.) de expressão francesa, que se vê obrigada a instalar-se em território de expressão francesa, e os princípios urbanísticos que presidiram à criação da cidade nova de Louvain-la-Neuve, respondendo a essa questão social e política.

Palavras-chave:

Cidade multifuncional, Cidade nova, Louvain-la-Neuve, Urbanismo de zonamentos

Biografia Autor

Sérgio Infante, Professor aposentado da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Professor da Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada.

Nasceu em Lisboa em 1947.
Início da carreira docente na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa - Departamento de Arquitectura em 1976.
Doutoramento em Arquitectura pela Universidade Técnica de Lisboa em 1993. “Aprovado com distinção e louvor”com a dissertação “Conservação e Desenvolvimento”.
Presidente da Comissão Nacional Portuguesa do ICOMOS-Internacional Council on Monuments and Sites-Unesco (1987–1993).
Colaborador da Secretaria de Estado do Ambiente no Estudo de Classificação e Intervenção em Sítios e Conjuntos de valor natural e arquitectónico (1977).
Frequência em 1977/78 do «Centre for the Conservation of Historic Towns and Buildings» no «College of Europe» em Bruges, Bélgica (Certificate of Advanced European Studies in Conservation, Grade A).
Diploma Conservação de Monumentos da Universidade de Eger, Hungria (1978).
Entre 1978 e 1980 colaborador do Professor Raymond Lemaire, Presidente do Centro de Bruges e Presidente Honorário do ICOMOS-Internacional Council on Monuments and Sites, no «Bureau d’Etudes pour la Sauvegarde des Monuments et Ensembles Historiques» em Lovaina, Bélgica.
Vogal do 9ª Secção do Conselho Consultivo (Património Arquitectónico) do Instituto Português do Património Cultural desde 1986 até Junho de 1992.
Membro convidado para a Comissão de Redacção da Carta Internacional Para a Salvaguarda das Cidades Históricas (1986).
Professor Convidado e Orientador de Teses de Mestrado no Centre for Conservation R. Lemaire da Universidade Católica de Lovaina (Bélgica) desde 1994.
Membro do júri internacional de selecção dos projectos-piloto no domínio da Conservação do Património Arquitectónico da Comunidade Europeia (DGX), que reuniu anualmente entre 1989 e 1994.
Como responsável de SIGERP, Gabinete de Estudos para a Recuperação do Património Arquitectónico e Urbano, Lda. realizou projectos de arquitectura, recuperação e estudos de reconversão de zonas de construção degradada, de novas utilizações para edifícios antigos e de intervenção em áreas históricas.
Membro da Ordem dos Arquitectos, da Sociedade de Geografia de Lisboa, do ICOMOSConselho Internacional dos Monumentos e Sítios.

Downloads

Publicado

2013-10-03

Como Citar

Infante, S. (2013). Louvain-la-Neuve, urbanismo e arquitetura, persistência de valores fundamentais. Revista Arquitectura Lusíada, (2), 171–185. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/ral/article/view/251

Edição

Secção

Artigos