A contextualização do espaço em galeria no discurso do espaço público.

Autores

  • Carolina Freire de Andrade

Resumo

A questão do espaço em galeria foi algo que despertou um enorme interesse enquanto estudante de Arquitetura e que levou a uma pesquisa sobre as suas origens e sobre a sua funcionalidade, tornando-se assim a motivação deste trabalho teórico.

Iremos abordar não só os seus fundamentos como as suas primeiras aplicações, realizando ainda uma síntese de algumas obras de referência que recorrem a esta tipologia, de modo a realçar a sua importância na relação com o espaço público.

Embora um tema pouco comum e pouco debatido, esta investigação pretende dar a conhecer a galeria como modelo de referência no trabalho dos arquitetos, com o objetivo de o engrandecer e reconhecendo-lhe valor no meio urbano com o qual o cidadão habita e convive.

A consciencialização deste tema como algo que tem impacto na vida urbana e no dia-a-dia do cidadão assim como um objeto de uma beleza ímpar e constante incitou o desejo de expor esta tipologia que transcende a sua função de sistema distributivo ao ponto de ser considerada como uma obra de arte.

Palavras-chave:

Galeria, Arcada, Pórtico, Stoa, Praça, Espaço público

Biografia Autor

Carolina Freire de Andrade

Concluiu a Licenciatura com Mestrado Integrado em Arquitetura em Janeiro de 2016.

Referências

BACON, Edmund Norwood (1992) – Designs of cities. London : Thames and Hudson.

BENEVOLO, Leonardo (1978) – Diseño de la ciudad : el arte y la ciudad medieval. Barcelona : Gustavo Gili.

GIEDION, Sigfried (1982) – Space, time and architecture : the growth of a new tradition. Cambridge : Harvard University.

JAMES, Edith Coulson (1909) – Bologna, its history antiquities and art. London : H.Frowde.

KOSTOF, Spiro (2004) – The city assembled : the elements of urban form through history. London : Thames and Hudson.

LAITINEN, Riitta ; COHEN, Thomas V. (2009) – Cultural history of early modern European streets. Leiden : Brill.

LOTZ, Wolfgang (1977) – Studies in italian renaissance architecture. 2nd printing. Cambridge : MIT Press.

LOVE, M. Jordan (2012) – On earth as it is in heaven? The creation of the bastide towns of Southwest France. New York : Columbia University. Thesis.

MORRIS, Anthony Adwin James (1994) – History of urban form : before the industrial revolutions. 3.ª ed. Essex : Logman Scientific & Technical.

MUMFORD, Lewis (1991a) – The city in history: its origins its transformations and its prospects. 5.ª imp. England : Penguin Books.

PALLASMAA, Juhani (2011) – Matter, hapticity and time: Material imagination and the voice of the matter. El Croquis. ISSN 0212-5633. 158 (2011) 226-241

PIERRE (2012) - Petite escapade dans le Périgord Pourpre [Em linha]. Sydney :

French Moments. [Consult. 18 Ago. 2015]. Disponível em WWW:.

POOLE, Scott. (2000) – James Turrell : The Thingness of Light. Blacksburg, Virginia : Architecture editions. RODRIGUES, Maria João Madeira ; SOUSA, Pedro Fialho ; BONIFÁCIO, Horácio (2002) – Vocabulário técnico e crítico de arquitectura. 3ª Ed. Lisboa: Quimera.

SUTTON, Ian (2004) – História da arquitectura no ocidente: desde a grécia antiga até ao presente. Trad. Francisco Silva Pereira. Lisboa: Editorial Verbo.

WILSON, Colin St John (1989) – The Natural imagination : an essay on the experience of architecture. The Architectural Review. ISSN 0003-861X. 185:1103 (Jan. 1989) 64-70.

ZUCKER, Paul (1959) – Town and square [Em linha]. New York : Columbia University Press. [Consult. 23 Fev. 2015]. Disponível em WWW:http://www.worldlibrary.org/eBooks/WPLBN0001349466-Town-and-Square-from-the-Agora-to-the-VillageGreen-by-Paul-Zucker.aspx?&Words=Town%20and%20Square>.

Downloads

Publicado

2017-11-30

Como Citar

Andrade, C. F. de. (2017). A contextualização do espaço em galeria no discurso do espaço público. Revista Arquitectura Lusíada, (8), 169–185. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/ral/article/view/2470

Edição

Secção

Artigos