O jazigo-capela de António Lopes Figueira, reflexo do impacto emocional e visual da igreja de Rio Mau

Paula Torres Peixoto

Resumo


A saudade é um sentimento intrínseco ao processo emigratório que marcou de forma indelével tanto os que ficaram como os que partiram. Há estudos etnográficos em que estão bem presentes as marcas e a profunda saudade que os emigrantes levavam e deixavam nas suas terras. Autores como Jaime Cortesão1, salientam o facto da emigração para o Brasil, com todo o seu cortejo de trabalhos e saudades, constituírem um mote que o nosso povo integrou no seu cancioneiro, conferindo-lhe feição própria desde o séc. XVIII.

António Lopes Figueira é um caso paradigmático do emigrante de sucesso com forte apego à terra natal, testemunhado pelo jazigo-capela que mandou edificar. De facto, a vontade de perenizar a relação afectiva à terra levou-o a erguer um jazigo – capela para a sua família no cemitério da freguesia de Rio Mau, onde nasceu, e que se apresenta, praticamente, como uma réplica da igreja românica daquela freguesia.


“Saudade” is an emotion intrinsic to the emigration process that affected profoundly those who stayed behind and those who went away. Some ethnographic studies are a vivid testimony of the physical traces and feelings of “saudade” that the emigrants left in the native land. Authors like Jaime Cortesão highlight the fact that the emigration to Brazil constitutes a leitmotif in the Portuguese Popular Songbook, with very specific characteristics from the 18th century onwards.

António Lopes Figueira is a paradigmatic case of the successful emigrant, with a strong attachment to his homeland, shown by the tomb-chapel he ordered to build for his family. In fact, his will to perpetuate his affection for Rio Mau, where he was born, is exemplified by that memorial, in itself a close replica of the Romanesque church of that parish.

 

Palavras-chave / Keywords

Arquitectura religiosa, Emigração, Tempo e memória.

Religious architecture, Emigration, Time and memory.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt