Edições Anteriores

  • 2020

  • N. 19-20 (2020)

    Lançamos agora o décimo nono/vigésimo número da “Revista Lusíada. Política Internacional e Segurança”. Como é costume um número variado, pleno de atualidade, com autores de várias origens e temáticas muito diversas. Apraz-me realçar a inclusão de artigos de alunos e ex-alunos da Universidade Lusíada. Também é de salientar o facto de a Revista já estar indexada na EBSCO, Latindex e Google Scholar. Outros processos de indexação estão em vias de conclusão. Recorde-se que este número, bem com os anteriores, estão disponíveis online, em acesso aberto, através da plataforma Open Journal System. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos leem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a atualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar, incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência, na página da Revista, um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2019

  • N. 17-18 (2019)

    Lançamos agora o décimo sétimo e o décimo oitavo números da revista "Lusíada. Política Internacional e Segurança". Como é costume um fascículo variado com autores de várias origens e temáticas muito diversas. Abrimos com um dossier temático sobre a conferência "A água e as relações internacionais”, que decorreu na Universidade Lusíada - Norte (Porto). Recorde-se que este fascículo, bem como os anteriores, está disponível on-line, em acesso aberto, através da plataforma Open Journal System. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos, sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência, na página da Revista, um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2018

  • N. 16 (2018)

    Lançamos agora o décimo sexto número da revista "Lusíada. Política Internacional e Segurança". Como é costume um número variado com autores de várias origens e temáticas muito diversas. Recorde-se que este número, bem com os anteriores, estão disponíveis online, em acesso aberto, através da plataforma Open Journal System. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência, no sítio web da revista, um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2017

  • N. 15 (2017)

    Lançamos agora o décimo quarto número da revista “Lusíada. Política Internacional e Segurança”. Um número variado com autores de várias origens e temáticas muito diversas. Apraz-me salientar o contributo de ex-alunos que rumaram a paragens longínquas e que agora aqui publicam os resultados da sua investigação. Recorde-se que este número, bem com os anteriores, estão disponíveis online, em acesso aberto, através da plataforma Open Journal System. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos, também, reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência, no sítio da web da revista, um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2016

  • N. 13-14 (2016)

    Lançamos agora o décimo terceiro número da revista “Lusíada. Política Internacional e Segurança”. Um número variado com autores de várias origens e temáticas muito diversas. Apraz-me salientar o contributo de alguns alunos do Mestrado em Relações Internacionais da Universidade Lusíada - Norte (Porto). Recorde-se que este número, bem com os anteriores, estão disponíveis online, em acesso aberto, através da plataforma Open Journal System. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos, também, reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência, na página da revista, um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2015

  • N. 12 (2015)

    Lançamos agora o décimo segundo número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Um número variado com autores de várias origens e temáticas muito diversas. A Revista já tem uma edição on-line com acesso aberto e universal para todos os artigos. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2014

  • N. 11 (2014)

    Lançamos agora o décimo primeiro número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Neste número iremos publicar alguns artigos referentes a questões relacionadas com o Japão; outros artigos extra-dossier, sobre temáticas variadas, farão também parte desta publicação. A Revista já tem uma edição on-line com acesso aberto e universal para todos os artigos. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • N. 10 (2014)

    Lançamos agora o décimo número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Neste número iremos publicar alguns artigos referentes a questões relacionadas com Angola; outros artigos extra-dossier, sobre temáticas variadas, farão também parte desta publicação. A Revista já tem uma edição on-line com acesso aberto e universal para todos os artigos . Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2013

  • N. 9 (2013)

    Lançamos agora o nono número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Neste número iremos publicar um dossier temático referente às questões relacionadas com a “Energia, Política e Segurança”, outros artigos extra-dossier, sobre temáticas variadas, farão também parte desta publicação. Esta problemática foi-nos sugerida pelo nosso patrocinador, o IPLI (International Policy and Leadership Institute), que mais uma vez se disponibilizou com grande generosidade a apoiar a Revista. A Revista já tem uma edição on-line com acesso aberto e universal para todos os artigos. Este passo era fundamental para uma maior disseminação do conhecimento científico aqui produzido e para alargarmos o número daqueles que nos lêem e que poderão ser futuros colaboradores e autores. Tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • N. 8 (2013)

    Lançamos agora o oitavo número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Neste número iremos publicar um dossier temático referente a algumas comunicações que foram apresentadas na Conferência Internacional, Turkey – EU Relations at the Crossroads: Implications for Post Crisis Governance, que se realizou na Universidade Lusíada de Lisboa, em colaboração com o IPLI e o SAM, no dia 23 de Novembro de 2012; além disso serão também publicados dois artigos sobre África e mais três sobre temas variados de Política e Segurança Internacionais. Na senda do multilinguismo um desses artigos será em francês e outro será acompanhado da tradução em língua chinesa. A Revista passará a partir de agora a contar com uma edição on-line com acesso aberto para todos os artigos. Este número conta com o patrocínio do IPLI. O próximo número, o nono, terá lançamento previsto para finais de 2013; tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2012

  • N. 6/7 (2012)

    Lançamos agora o sexto/sétimo número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. O próximo número, o oitavo, terá lançamento previsto para Dezembro de 2012; tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2011

  • N. 5 (2011)

    Lançamos agora o quinto número da revista Lusíada Política internacional e segurança. o próximo número, o sexto, terá lançamento previsto para dezembro; tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar, incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2010

  • N. 4 (2010)

    Lançamos agora o quarto número da Revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Neste número apresentamos dois artigos sobre África, um sobre Angola e outro sobre a Guiné-Bissau; um sobre a política externa japonesa e ainda um outro sobre a política de segurança norte-americana. tentando dar mais espaço a essa àrea também apresentamos dois artigos sobre política de segurança, finalmente e, na política de abertura a outras àreas científicas, um artigo sobre fiscalidade ambiental oriundo do mundo da Economia e do Direito mas com relevância também para a Política Internacional e a Segurança. O próximo número, o quinto, terá lançamento previsto para Junho de 2011; tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar incentivando a colaboração de autores de outras àreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • N. 3 (2010)

    lançamos agora o terceiro número da revista Lusíada Política Internacional e Segurança. Tal como ficou decidido no último número, esta publicação passou a ter uma periodicidade semestral, estando previstos os meses de junho e dezembro como datas de saída. Este terceiro número é mais uma vez variado, tendo inclusive contribuições de outras áreas disciplinares, tais como o direito, a Sociologia e a filosofia o que, aliás, é não só enriquecedor, mas desejável numa publicação científica que se pretende transdisciplinar. Assim, temos dois artigos sobre o “Novo conceito estratégico” da Nato, numa altura em que se aproxima a data da cimeira de lisboa, onde precisamente será adoptado o novo conceito estratégico; temos depois três artigos que abordam, mais especificamente, as temáticas da segurança em todas as suas dimensões, não só a segurança externa, mas também a segurança interna e os factores que a podem pôr em causa; um ensaio sobre o nacionalismo; outro sobre a problemática do direito constitucional comparado e por último, mas não menos importante, uma reflexão sobre a guiné-bissau. o próximo número, o quarto, terá lançamento previsto para dezembro; tentaremos sempre, na medida do possível e como já foi referido em nota anterior, acompanhar a actualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheia de surpresas. Tentaremos também reforçar o carácter transdisciplinar, incentivando a colaboração de autores de outras áreas científicas. Mais uma vez se relembra que está aberto em permanência um endereço de e-mail para onde deverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos às exigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2009

  • N. 2 (2009)

    Lançamos agora à estampa o segundo número da Revista Lusíada PolíticaInternacional e Segurança. Decidimos que esta publicação tivesse uma periodicidade semestral já que assim se aproxima mais do formato tradicional deste tipode edições científicas. Se o primeiro número foi uma edição temática dedicadaespecialmente à África que se expressa na língua de Camões, este número – não sendo temático, já que aborda uma diversidade de assuntos – foca, entre outros,o problema da independência unilateral do Kosovo, a questão sempre actual dapolítica energética da Rússia, a integração regional na América Latina e a política externa japonesa face ao continente africano. Também não esquecemos anossa dimensão Africana e marítima ao apresentarmos dois artigos sobre essas temáticas. Alguns artigos já aparecem na língua de Shakespeare, o que será apanágio desta revista: o seu carácter internacional e a missão de levar contributos de investigadores portugueses, e não só, ao conhecimento dos leitores delíngua inglesa. O próximo número, o terceiro, terá lançamento previsto para o 1.º Semestre de 2010; tentaremos sempre, na medida do possível, acompanhar aactualidade internacional que, como sabemos, é dinâmica, imprevisível e cheiade surpresas. Costuma dizer-se nos meios editoriais que o mais difícil não é lançar o primeiro número de uma revista, é sim lançar o segundo; ele aqui está, já com a chancela da Fundação da Ciência e Tecnologia – a quem agradecemos – e que nos dá mais um incentivo para continuarmos. Uma última palavra paraanunciar a abertura em permanência de um endereço de e-mail para ondedeverão ser enviadas as propostas de artigos, que depois de submetidos àsexigências do escrutínio por arbitragem independente, poderão ser aqui publicados.

  • 2008