A evolução da aprendizagem dos filhos dos imigrantes em Portugal: o sacrifício com atitude

José Francisco Lynce Zagalo Pavia, José Manuel Mata Justo

Resumo


A perspectiva intercultural defende uma educação onde a diversidade é incluída e valorizada no currículo e na sala de aula. No seguimento desta reflexão o papel dos docentes, no contexto multicultural, mostra de extrema utilidade a inter-relação entre diferentes culturas.

Este artigo descreve um estudo de caso centrado na integração de alunos do ensino secundário e profissional imigrantes, mais concretamente com origem no Leste da Europa, nas escolas do ensino secundário e profissional no concelhos de Setúbal e Faro. Tendo por base teórica a educação multi-intercultural, analisa a resposta da comunidade escolar à diversidade cultural destes alunos. Foi realizado um questionário a 6000 alunos nos dois concelhos e também uma série de entrevistas a alunos destes níveis de ensino. Tentamos compreender a forma como os alunos interpretam e vivem nessas comunidades em Faro e Setúbal e como utilizam a língua portuguesa na sala de aula, nos seus empregos, e perceber ao mesmo tempo as suas dificuldades. Diligencia-se também esclarecer o modo como os alunos(as) do Leste europeu sentem e vivem a escola em Portugal. Adicionalmente, o artigo tenta identificar quais as suas maiores dificuldades de integração, bem como as perspectivas de futuro. Experimenta-se entender se a esta diversidade é considerada uma mais valia para a educação ou um obstáculo para o processo de integração e de aprendizagem na turma.

 

The intercultural perspective advocates an education where diversity is included and valued in the curriculum and in the classroom. Following this reflection, the role of teachers in the multicultural context shows the interrelationship between different cultures to be extremely useful.

This article describes a case study focused on the integration of immigrant secondary and vocational students, more specifically from Eastern Europe, in secondary and vocational schools in the towns of Setúbal and Faro. Based on a theoretical multi-intercultural education, it analyzes the response of the school community to the cultural diversity of these students. A questionnaire was carried out to 6000 students in both municipalities and also a series of interviews to students of these levels of education. We try to understand how students interpret and live in these communities in Faro and Setúbal and how they use the Portuguese language in the classroom, in their jobs, and at the same time understand their difficulties. It is also a matter of clarifying the way in which the students of Eastern Europe feel and live the school in Portugal. In addition, the article attempts to identify which of its major integration difficulties, as well as its future prospects. It is tried to understand if this diversity is considered as an added value to education or an obstacle to the process of integration and learning in the class.

 

Palavras-chave / Keywords:

Educação, Intercultural, Portugal, Integração, Alunos do Leste da Europa.

Education, Intercultural, Portugal, Integration, Sudents of Eastern Europe.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2018
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt