Olhando para a África subsaariana: instabilidade endémica ou a face dos estados inacabados - que agenda de investigação?

Autores

  • Luís Lobo-Fernandes

Resumo

O julgamento negativo sobre mais de quatro décadas de insucesso no desenvolvimento político da África subsaariana suscita a necessidade de reavaliar as suas causas fundamentais. Os problemas de instabilidade endémica dos Estados pós-coloniais parecem ligar-se maioritariamente com a debilidade das suas instituições e com estratégias horizontais que têm inviabilizado em grande medida políticas de ajustamento baseadas numa maior propulsão endógena. Este apontamento tenta localizar algumas proposições que poderão permitir um aprofundamento dos dilemas dos chamados Estados inacabados.

Palavras-chave:

Estados pós-coloniais, Instabilidade política, Desenvolvimento político, Cooperação paritária

Referências

ALMEIDA, PEDRO RAMOS DE. 1979. História do Colonialismo Português em África: Cronologia Século XX (Vol. III). Lisboa: Editorial Estampa (Imprensa Universitária).

BADIE, BERTRAND. 1994. Le développemellt politique. Paris: Economica.

BERTSCH, GARY K., ROBERT P. CLARCK, and DAVID M. WOOD. 1991. Comparing Political Systems: Power and Policy in Three Worlds. New York: Macmillan Publishing Company.

DIAMOND, LARRY, JUAN J. LINZ, and SEYMOUR MARTIN LIPSET (Eds). 1988. Democracy in Developing Areas: Africa. Boulder, Colorado: Lynne Rienner Publishers.

DOGAN, MAlTEI, et Dominique Pelassy (Édit.). 1980. LA Comparaison Internationale en Sociologie Politique: Une sélection de textes sur la démarche du comparatiste. Paris: Librairies Techniques (LITEC).

HALPERIN, MORTON H., and DAVID J. SCHEFFER (with Patricia L. email. 1992. Self-Determination in the New World Order. Washington, D.C.: Carnegie Endowment for International Peace.

KESSELMAN, MARK, JOEL KRIEGER, and WILLIAM A. JOSEPH (Eds.). 1996. Comparative Politics at the Crossroads. Lexington, Massachusetts: D.C. Heath and Company.

LOBO-FERNANDES, Luís. 2007. "Em Torno da Questão d a Repartição de Poderes entre a União Europeia e os Estados-membros em Matéria de Política Externa". Negócios Estrangeiros, nº 11.1, Julho 2007, pp. 36-54.

LOBO-FERNANDES, LUÍs. 2000. "O Modelo Global: Espaço de Teste da Paz e Segurança Internacionais". Nação & Defesa, Outono-Inverno 2000, Nº 95/96 - 2ª Série, p. 50.

PALMER, MONTE. 1989. Dilemmas of Political Development: An introduction to the politics of the developing areas. Itasca, Illinois: F.E. Peacock Publishers.

PARSI, VITTORIO EMANUELE. 2005. "Europe and America: Still an Inevitablc Alliance?", in Matthew Evangelista and Vittorio Emanuele Parsi (eds. ). Partners or Rivals? European-American Relations after lraq. Milano: Vita & Pensiero.

SETON-WATSON, HUGH. 1977. Nations and Stales: An Enquiry into the Originals of Nations and the Politics of Nationalism. London: Methuen & Company.

SILVA, LUIZ GASPAR DA. 1997. Wopia - Seis Destinos: Política de Cooperação. Lisboa: Quatro Margens Editora.

WEINER, MYRON, and SAMUEL P. HUNTINGTON (Eds.). 1987. Understanding Political Development. New York: Harper Collins Publishers.

Downloads

Publicado

2013-07-26

Como Citar

Lobo-Fernandes, L. (2013). Olhando para a África subsaariana: instabilidade endémica ou a face dos estados inacabados - que agenda de investigação?. Lusíada. Política Internacional E Segurança, (1), 9·18. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/lpis/article/view/182

Edição

Secção

Artigos