Políticas Editoriais

Âmbito

A revista "Lusíada. Política Internacional e Segurança" surge numa altura especialmente apropriada, dado o panorama das Relações Internacionais, com todas as dinâmicas que lhes estão associadas, nomeadamente uma eventual transição de um modelo unipolar para um multipolarismo do qual não conhecemos ainda verdadeiramente os contornos, e que encerra toda uma série de desafios que urge estudar, analisar e compreender. As crises financeira, do petróleo, dos alimentos, do terrorismo, a emergência de novos poderes estaduais, mas também infra e até supraestaduais, fazem-nos questionar os paradigmas até aqui dominantes e tentar perspectivar aqueles que estão a despontar. A academia portuguesa e, por maioria de razão, a Universidade Lusíada de Lisboa e a sua Faculdade de Ciências Humanas e Sociais não podiam ficar alheias a estes fenómenos, tendo inclusivamente como seu objectivo estatutário não só a transmissão de saberes e competencias, mas também, e fundamentalmente, a criação e difusão de conhecimento científico inovador produzido pelos seus docentes e investigadores para usufruto da comunidade onde se inserem. É este, portanto, o desiderato principal desta publicação: a produção de estudos, análises, perspectivas e opiniões sobre as áreas científicas já mencionadas.

 

Políticas de Secção

Editorial

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Dossier temático

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Artigos

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares

Varia

Seleccionado Submissões Abertas Seleccionado Indexado Seleccionado Revisto pelos Pares
 

Processo de Revisão por Pares

Os textos recebidos serão inicialmente apreciados pelo editor. Se estiverem de acordo com as normas para publicação e forem considerados como potencialmente publicáveis pela Revista Psicologia da Criança e do Adolescente serão encaminhados aos membros do Conselho Científico ad hoc para emissão de parecer.

Os pareceres dos consultores comportam três possibilidades:

  • aceitação integral;
  • aceitação com reformulações;
  • recusa integral. Em qualquer desses casos, o autor será comunicado.

Para efetivar a publicação é necessário, ainda, que todas as alterações realizadas pelos) autores), sejam discriminadas, informadas/destacadas no texto revisado, que deve ser enviado por email.

O processo de avaliação por pares utiliza o sistema de blind review, preservando a identidade dos autores e consultores.

  • A decisão final sobre a publicação, ou não, do texto é sempre do Conselho Editorial.

 

Periodicidade

A revista "Lusíada. Política Internacional e Segurança" é publicada duas vezes por ano.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Publicidade

A revista aceita planos de publicidade (vide página web vocacionada).