N. 10 (2010)

					Ver N. 10 (2010)

O mundo do conhecimento económico perdeu um dos seus maiores vultos. O norte-americano Paul Anthony Samuelson, professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT), morreu no epílogo de 2009. Filho de judeus polacos que emigraram para os EUA, nasceu, em 1915, em Gary no Estado de Indiana. Foi o primeiro americano a receber o prémio Nobel da Economia, em 1970, criado dois anos antes pelo Banco Central da Suécia na área das ciências económicas. Foi conselheiro dos presidentes J. F. Kennedy e Lyndon Johnson. O trabalho de Samuelson foi fundamental para o estabelecimento das bases da economia moderna, aplicando a análise matemática rigorosa para explicar o equilíbrio dos preços e entre a oferta e procura. é verdade que o inventor da macroeconomia foi o britânico John Maynard Keynes, na época em que a teoria clássica e a economia mundial sofreram o grande abalo da Grande Depressão de 1929. Mas, quem estabeleceu o elo de ligação entre a escola keynesiana e a moderna economia foi indiscutivelmente Paul Samuelson. As suas principais contribuições estão suportadas na utilização de modelos económicos, por meio de análise matemática, para resolver o problema do grande e prolongado desemprego dos meios de produção – trabalho e capital. Foi, por isso, considerado um neoclássico.

Publicado: 08-05-2014
ISSN: 1645-6750
e-ISSN: 2183-3044
Editora: Universidade Lusíada Editora

Dissertações e teses