N. 18 (2014): Dossier - A dívida pública e o sector financeiro

					Ver N. 18 (2014): Dossier - A dívida pública e o sector financeiro

A dívida pública surge em função dos défices dos orçamentos dos Estados. Corresponde aquilo que cada Estado deve a entidades por empréstimos contraídos para financiar parte dos gastos públicos que não é coberta pela arrecadação de impostos. Sempre que os gastos públicos não são cobertos pelas receitas, a diferença tem que ser financiada através de nova dívida. Geralmente, a trajectória da dívida pública (medida em percentagem do PIB) depende de três variáveis: o crescimento nominal do PIB, o qual determina o tamanho do denominador; a taxa de juro da dívida pública, da qual dependem os gastos com o serviço da dívida e, portanto, crescimento da dívida por inércia; o saldo primário (défice orçamental expurgado da despesa com juros) que, quando positivo abate à dívida e quando negativo a aumenta. Com estas três variáveis são possíveis várias combinações.

Publicado: 13-01-2015
ISSN: 1645-6750
e-ISSN: 2183-3044
Editora: Universidade Lusíada Editora

Dissertações e teses

Investigação aplicada