A caminho de uma recaída da economia mundial? Ainda algumas notas sobre a natureza da crise económica e financeira de 2008 – 2009 e os seus impactos na economia europeia.

Autores

  • António Mendonça

Resumo

Partindo da análise dos últimos dados sobre a evolução da economia mundial, discutem-se as razões que poderão estar na base da persistência das dificuldades em recuperar, de forma sustentada, os ritmos de crescimento, em particular na zona euro, mais de uma década após a eclosão da crise de 2008 – 2009. Discute-se a natureza desta crise económica global, os seus impactos a nível regional europeu, a emergência do que se designou por crise de identidade do projeto de integração europeia, a ineficiência do sistema euro enquanto mecanismo de ajustamento, interno e externo, e o papel da política monetária não convencional. Conclui-se pela necessidade de a Europa proceder a uma redefinição profunda do seu projeto de integração, incluindo o redesenho do sistema euro à luz da experiência recente da política monetária não convencional. Neste processo, considera-se haver um lugar importante para Portugal, enquanto país europeu atlântico, cuja identidade se formou e consolidou no processo de constituição da economia global.

Palavras-chave:

Crise económica e financeira, Globalização, Economia europeia, Zona euro, Política monetária não convencional. [ JEL: E50, E60 ]

Downloads

Publicado

02-07-2019

Como Citar

Mendonça, A. (2019). A caminho de uma recaída da economia mundial? Ainda algumas notas sobre a natureza da crise económica e financeira de 2008 – 2009 e os seus impactos na economia europeia. Lusíada. Economia E Empresa, (26), 31–66. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/lee/article/view/2683

Edição

Secção

Artigos