Eficiência dos modelos multissectoriais de previsão de falência empresarial: o caso do sector terciário ibérico

Autores

  • Mário Guerreiro Antão
  • Cândido Peres Moreira

Resumo

A crise financeira global e o crescente número de encerramentos de empresas em Portugal e Espanha, torna crucial compreender as actuais causas da “falência” empresarial, bem com a forma mais eficaz de previsão e antecipação desta realidade.

Neste estudo temos por objectivo validar a eficácia dos modelos existentes e a sua capacidade de disponibilizar informação útil para a tomada de decisão, propondo mecanismos de escolha do modelo que, em cada momento, consubstancie a melhor alternativa para a previsão de “falência” empresarial para as empresas do sector terciário, até 6 anos antes desse facto se concretizar.

Desta forma seleccionamos, de entre as empresas portuguesas e espanholas, as do sector terciário (CAEs G a U), sujeitas a revisão legal de contas, repartindoas por duas amostras; uma representativa das empresas “falidas” e outra das não “falidas”, num total de 136 empresas.

Às amostras foram aplicados 21 modelos com maior presença na literatura, multissectoriais, para diversos horizontes temporais e com origem numa elevada diversidade de países.

Como principal conclusão, além de uma reflexão sobre as actuais causas das “falências”, observa-se que dos modelos estudados, as desenvolvidas por Lizarraga (1998), Altman et al. (1979) e Altman (1993) se constituem nos melhor previsores de “falência”, até 6 anos antes desta ocorrer, para as empresas portuguesas e espanholas com actividade principal no sector terciário (CAEs G a U).

Palavras-chave:

Análise discriminante multivariada, Falência empresarial, Modelos de previsão, Sector terciário

Downloads

Publicado

03-08-2018

Como Citar

Antão, M. G., & Moreira, C. P. (2018). Eficiência dos modelos multissectoriais de previsão de falência empresarial: o caso do sector terciário ibérico. Lusíada. Economia E Empresa, (24), 91–114. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/lee/article/view/2556

Edição

Secção

Artigos