Determinantes de sustentabilidade e competitividade empresarial: uma análise da indústria transformadora de Angola

Autores

  • Ndongala Manuel João Garcia

Resumo

A importância da abordagem e caracterização de conceitos de sustentabilidade e competitividade empresarial assenta na necessidade de identificar fatores que influenciam as empresas do sector da indústria transformadora, particularmente, empresas de Angola; oportunidades de negócios, formulação de políticas, estratégias e a avaliação constante das tendências de mercado externo. Essa preocupação leva as empresas a investir em recursos compatíveis com a sua capacidade instalada procurando variar a flexibilidade das suas vantagens com a concorrência de produtos ou serviços.

O comportamento do mercado tem sido motivado pelas necessidades e desejos dos consumidores e pela qualidade dos produtos ou serviços. As empresas que conseguem interpretar os sinais do mercado, são aquelas que alcançam um posicionamento invejáveis em relação aos seus concorrentes.

Neste âmbito, o estudo desenvolvido interessou-se em analisar componentes que, por um lado, formam a estrutura concorrencial da indústria transformadora e, por outro lado, os fatores que afetam a sobrevivência das empresas a médio e longo prazo.

Os resultados da pesquisa, demonstram que o enquadramento competitivo do sector da indústria transformadora está muito dependente dos seguintes aspectos: a capacidade de oferta, qualidade, inovação, custos de matérias – primas, custo dos transportes e o preço dos produtos ou serviços. Isto reflete o impacto e a correlação existente entre essas as variáveis no ambiente de negócio das empresas, sem antes, esquecer, a estratégia de negócios, nível de concorrência, produtividade e o perfil dos gestores.

Por outro lado, a sobrevivência das empresas no sector, se encontra dependente da dinamização, acesso e gestão de recursos financeiros junto dos principais stakeholders. Na ótica financeira, a rentabilidade dos capitais próprios a médio e longo prazo, constitui para as empresas, a componente determinante da longevidade da indústria que se relaciona positivamente com a rentabilidade do ativo líquido. Como se pode notar, neste trabalho as variáveis como o acesso a fonte de financiamentos, custos atuais de financiamentos e o endividamento a médio e longo prazo são que refletem a menor resposta das instituições financeira, e que torna fraco o processo do ciclo de negócio.

Palavras-chave:

Sustentabilidade, Competitividade, Indústria, Estratégias

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Garcia, N. M. J. (2017). Determinantes de sustentabilidade e competitividade empresarial: uma análise da indústria transformadora de Angola. Lusíada. Economia E Empresa, (22), 109–123. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/lee/article/view/2442