Reflexões acerca de teorias de justiça: algumas críticas à justiça como equidade em John Rawls

Autores

  • Paulo Jorge Fleury Universidade Estacio de Sá.

Resumo

Em uma abordagem inicial, intuitiva, Rawls entende que a justiça se constitui como a primeira virtude das leis e das instituições sociais, as quais, ainda que possam vir a ser eficientes e bem organizadas, deverão ser reformadas ou revogadas, caso sejam injustas. Neste sentido, a justiça deve garantir a inviolabilidade de cada pessoa, inviolabilidade esta que não pode ( ou não deve ser) ignorado pelo bem-estar da sociedade como urn todo, não se permitindo, portanto que, sacrifícios impostos a urn pequeno grupo possam ser considerados menos relevantes que as vantagens que possam ser usufruídas por uma maioria. Direitos assegurados pela justiça não se submetem (ou não devem) se submeter ao calculo de interesses sociais ou de negociações politicas.

Downloads

Publicado

2014-04-16

Como Citar

Fleury, P. J. (2014). Reflexões acerca de teorias de justiça: algumas críticas à justiça como equidade em John Rawls. Lusíada. Direito, (3), 439–455. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/ldl/article/view/746

Edição

Secção

Doutrina