Arquivos - Página 2

  • 1998

  • Número especial: "Cinquentenário da Declaração Universal dos Direitos do Homem".
    1998

    Como haviamos anunciado, aquando da publicac;ao do numero 13/14, a Revista lntervenc;ao Social projectava retomar como materia editorial a questao dos Direitos Humanos, em associação as comemorações do cinquentenario da Declaração Universal dos Direitos do Homem. O número especial que agora se publica materializa a relevancia que editorialmente o ISSS conferiu a esta matéria dando agora a estampa uma publicação de inegavel interesse pedagógico, numa perspectiva da Educação para os Direitos e Responsabilidades Humanas. Publica-se, pela primeira vez em versão portuguesa, um conjunto de Instrumentos Basicos de Direitos Humanos reunindo as principais convenções e pactos internacionais nesta matéria. Do mesmo modo, o Dossier Bibliografico publicado, numa versão ampliada e mais completa do ponto de vista organizativo do que o que foi inicialmente publicado no número 13/14, e um trabalho original de pesquisa bibliográfica realizado especialmente para este número.

  • N. 17/18 (1998)

    Este mimero da revista lntervenção Social privilegia no seu Dossier a problemática dos Direitos das Crianças e dos ]ovens exactamente no momento em que, em Portugal, se procede it revisão da Organização Tutelar de Menores-OTM, e se aguarda a publicação do novo ordenamento jurídico de menores. Trata-se naturalmente duma matéria a que o ISSS atribui grande relevância e que hávia já motivado a realização, em Março passado, das II Jornadas sabre Crianças em Risco - As Crianças e a Justiça, e no quadro do qual se estabeleceu um conjunto de Princípios Mínimos de Intervenção Social na Justiça de Menores, tendo como fundamentos a Declaração Universal dos Direitos do Homem e a Constituição da Republica Portuguesa (ver seqção Notícias).

  • 1997

  • N. 15/16 (1997)

    Este número da revista Intervenção Social publica as Actas do Seminário Novos Desafios ao Serviço Social: Experiências Europeias de Rendimento Minimo e Inserção que teve lugar no Centra Cultural de Belém em Lisboa, nos dias 3 e 4 de Novembro de 1997.

  • 1996

  • N. 13/14 (1996)

    Este número da revista lntervenção Social tem como destaque o tema Serviço Social e Direitos Humanos, sendo públicado num momento particularmente significativo. Quando sair à estampa o nº 13/14, inicia-se núm período que culmínará, em 10 de Dezembro de 1998, o comemoração do 50º Aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem. Neste quadro, o ISSS dedica a esta relevante questão um primeiro espaco de análise e reflexão projectando dar nova tradução editorial a esta matéria ao longo do ano de 1998.

  • 1995

  • N. 11/12 (1995)

    Com o presente numero fecha-se um ciclo da Revista Intervenção Social, ciclo iniciado e apoiado por uma equipa, Conselho de Redacção e Secretariado de Redacção, que sempre trabalhou, defendendo e sustentando a construção deste projecto.

  • 1994

  • N. 10 (1994)

    Coma publicação do presente número, damos por concluído o volume I da edição de "Intervenção Social". Apesar do papel importante e insubstituível que, em nosso entender, a Revista tem desempenhado na difusao da reflexão e das investigações sobre a teoria e pratica do Serviço Social realizadas durante a última decada, o modelo inicialmente desenhado precisa de se adaptar as mudanças entretanto ocorridas. A Revista que começou por ser a ténua visibilidade da investigação que então clava os primeiros passos no contexto da institucionalização académica e científica, hoje afirma-se como espaço privilegiado da divulgação da construção do conhecimento na area do Serviço Social.

  • N. 9 (1994)

    Inicio este texto com uma nota de regozijo por um facto muito recente e rele-vante no percurso académico do Serviço Social em Portugal: a autorização e o credenciamento pelo Ministério da Educação do "Mestrado em Serviço Social" no Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa e do "Mestrado em Serviço Social e Política Social" no lnstituto Superior de Serviço Social do Porto.

  • 1993

  • N. 8 (1993)

    A importancia da investigação para a area de Serviço Social vem-se tornando patente na publicação desta revista. Efectivamente a implementação dos mestrados e doutoramentos em S. S. (iniciados em 1987 no quadro de um protocolo estabelecido com a PUC-SP) e a introdução da Investigação nos Pianos Curriculares da Licenciatura trouxeram um desenvolvimento significativo na produção de conhecimento nesta área disciplinar. O presente número e a concretização plena do que afirmamos. Assim, ao abordar as questões do Estado, das Políticas, das Profissões e das Solidariedades Locais, trata de temáticas não só importantes, como pertinentes para a compreensão da Intervenção Social e da Intervenção do Serviço Social em particular.

  • N. 7 (1993)

    Este número com que iniciamos um novo ano de publicação e fundamentalmente dedicado ao Serviço Social. Embora temático não pretende ser exaustivo mas sim abordar de alguns ângulos esta área disciplinar.

  • 1991

  • N. 5/6 (1991)

    O presente número da revista, que aparece apó6s uma interrupção, traduz o relançamento da «INTERVENÇÃO SOCIAL», a qual a partir do próximo ano terá uma periodicidade semestral. Este número surge após a concretização de um dos objectivos mais importantes do percurso académico e profissional do Serviço Social em Portugal - a obtenção do grau de Licenciatura. Efectivamente, a Licenciatura em Serviço Social vem abrir novas perspectivas quer no domino académico-científico, pelo reconhecimento do nível universitário da formação, que implica a investigação e produção de conhecimentos como condição da qualidade do ensino e da docencia, quer no domínio profissional pelo reconhecimento da competência que ultrapassa a dimensão tecnico-operativa, englobando a própria conceptualização da acção. Desta forma a revista «INTERVENÇÃO SOCIAL» como espaço de debate e análise teórica de intervenção privilegiará como eixo principal os estudos relativos ao Serviço Social em Portugal, sem no entanto descurar o intercambio com outras areas disciplinares ou com os cada vez mais pertinentes estudos comparativos internacionais. O conteúdo deste número duplo, tanto na rubrica dos artigos coma na das práticas, expressa já este propósito.

  • 1986

  • N. 4 (1986)

    Com este número de «lntervenção Social» inicia-se mais um ano de publicação da revista. Ano que, podemos afirmá-lo, surge para o I. S. S. S. sob o sigoa da Cooperação e do Intercâmbio. Efectivamente, em Fevereiro de 87 inicia-se o 1.º curso de Mestrado em Serviro Social ao abrigo do Protocolo de intercâmbio com a Pontifícia Universidade Catolica de S. Paulo, PUC-SP cuja abertura solene se realiza em Novembro com a presenra do próprio Reitor da PUC-SP e dos reitores das Universidades de Lisboa, e da U. Tecnica e da U. Catolira. Com este curso de Mestrado criam-se as condições não só para a qualificarão do Corpo docente, como se introduzem intruduz avanços em ordem ao desenvolvimento da investigação em Serviço Social, através dos projectos de pesquisa realizados no âmbito do próprio Mestrado.

  • 1985

  • N. 2/3 (1985)

    Os cinquenta anos do Instituto Superior de Serviço Social que celebramos com este número da revista, assinalam o inicio da Formação em Serviço Social no Pais. Durante o percurso constitutivo da Escola, esta foi desenvolvendo a sua identidade e presença na Sociedade Portuguesa, através de uma experiencia pedagógica singular, de um valioso património acumulado e fundamentalmente através da formação e intervenção de muitas gerações de profissionais, cuja história infelizmente ainda esta por fazer. Este caminho não foi percorrido isoladamente e por isso e apesar de cair em injustas omissões saliento o papel desempenhado pela organização profissional e pelos dais outros Institutos do Porto e Coimbra que concomitantemente tem assegurado a formação em Serviço Social neste País.

  • N. 1 (1985)

    A Revista «lntervenção Social», publicação do lnstituto Superior de Serviço Social de Lisboa, surge essencialmente como resposta a duas questões: o papel que o I.S.S.S.L., fundamentado no seu passado e presente, pretende assumir enquanto instituição com finalidades de natureza pedagógica e cientifica; a análise do espaço sócio-profissional e das condições necessarias a uma intervenção social qualificada.

26-38 de 38