Histórias de vida: um instrumento de pesquisa ao serviço da inclusão social

Elsa Montenegro Marques

Resumo


Neste artigo pretende-se debater as virtualidades das histórias de vida, enquanto instrumento de pesquisa, tomando como exemplo uma investigação já concluída1. Uma investigação cujo principal objetivo foi o de analisar um projeto de intervenção que se propôs inverter trajetórias de desinvestimento na qualificação escolar de jovens cuja socialização ocorreu em contextos fortemente restritivos de oportunidades. Partindo das reflexões produzidas na referida investigação, procurar-se-á discutir como se pode tirar partido das histórias de vida não só para aprofundar a compreensão dos processos sociais que empurram numerosos jovens para as margens da sociedade, mas também para neles desencadear a tomada de consciência de que podem distanciar-se, em alguma medida, dos seus habitus2 originais e, de certo modo, provocar a alteração do seu “destino” social.


Palavras-chave

História de vida, entrevista biográfica, trabalho social, inclusão social.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2018
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel.: +351 213 611 560 | Fax: +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt