Serviço Social no Brasil: alguns apontamentos sobre historiografia e formação profissional

Sheila Backx

Resumo


O ano de 2016 apresentou marcos significativos para o Serviço Social no Brasil: comemora-se 80 anos da criação do primeiro curso, 70 anos de criação da Associação Brasileira de Ensino em Serviço Social (ABESS1) e 20 anos das Diretrizes Curriculares para o ensino do Serviço Social. Trajetória de avanços, recuos, lutas e organização que transcende qualquer limite que um artigo possa comtemplar. Neste sentido, cabe aqui a primeira ressalva: foge aos objetivos destas reflexões fazer uma análise exaustiva sobre a historiografia profissional nesta formação social.

Assim, o presente artigo se limita a tentar contribuir para a compreensão do passado profissional no Brasil, através da incorporação do pensamento crítico da historiografia do Serviço Social, bem como de estudos realizados em outras áreas, buscando esclarecer os mecanismos através dos quais se forjou e se reproduziu uma forma de dominação nos moldes do modo de produção capitalista, nos períodos iniciais do século passado, com ênfase nos anos posteriores a 1930; também apresenta algumas questões relativas à formação profissional e dilemas com os quais, hoje, o Serviço Social precisa se defrontar.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2018
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel.: +351 213 611 560 | Fax: +351 213 638 307 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt