Intervir e trabalhar com grupos voltou à agenda de profissionais e académicos

Autores

  • João José da Silva Pissarra

Resumo

Os grupos são instrumentos poderosos para influenciar, mudar comportamentos, competências e cognições dos membros, facilitando a reformulação de problemas que estes enfrentam no mundo real e conduzindo a novas reflexões, aprendizagens. O trabalho de grupo é uma forma de intervenção nos grupos orientando padrões de interação, programas de atividade em que os membros através do seu relacionamento têm oportunidade de crescimento, desenvolvimento pessoal e diversas aprendizagens melhorando as capacidades dos indivíduos.

São inúmeras as definições de trabalho social com grupos ainda que o consenso sobre as mesmas seja escasso. Sendo um método ou uma prática do Serviço Social, recorre e utiliza os processos que emergem quando mais de três pessoas trabalham com um propósito comum. Em síntese, é um contexto profissional em que os assistentes sociais orientam ou conduzem grupos intencionalmente para a realização de objetivos individuais e ou coletivos.

Após a década de 70 do seculo XX foi assinalável o declínio no interesse pelos grupos e métodos para neles intervir, mas recentemente ressurgiu em vários contextos o interesse pelo ensino e investigação sobre metodologias e competências profissionais para trabalhar e intervir em grupo. O presente trabalho assinala a resiliência do campo e desafia ao seu estudo no contexto português.

Palavras-chave:

Grupo, Grupidade, Interação, Natureza dinâmica, Complexidade

Downloads

Publicado

2016-08-29

Como Citar

Pissarra, J. J. da S. (2016). Intervir e trabalhar com grupos voltou à agenda de profissionais e académicos. Intervenção Social, (46), 11–24. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/2354

Edição

Secção

Artigos