Harmonia ou dissenção na geração de ideias? Novas regras para um novo contexto de interacção e comunicação em grupo

Autores

  • João José da Silva Pissarra

Resumo

O recurso aos grupos para gerar ideias tem um apelo intuitivo, fortemente reforçado na crença generalizada, traduzida no aforismo, de que «duas cabeças pensam melhor do que uma só», ou seja, na validação social da ideia de que os grupos são melhores do que os indivíduos na realização de tarefas criativas (Faure, 2004), embora a evidência empírica nem sempre retina informação de apoio a tal crença. O brainstorming e um termo vulgarmente utilizado pelas pessoas, para se referirem ou designarem sessões de grupo nas quais partilham ideias ou problemas. Contudo, o brainstorming formal requer a aplicação de um conjunto de regras, inicialmente propostas e desenvolvidas por Osborn (1957).

Downloads

Publicado

2014-06-26

Como Citar

Pissarra, J. J. da S. (2014). Harmonia ou dissenção na geração de ideias? Novas regras para um novo contexto de interacção e comunicação em grupo. Intervenção Social, (32/34), 105–123. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1447

Edição

Secção

Comunicações