Quando a solidão está no meio da multidão: o papel dos assistentes sociais no desenvolvimento de estratégias de articulação entre as famílias e as instituições de acolhimento a pessoas idosas

Autores

  • Luísa Pimentel

Resumo

  • O mote da reflexão
  • Sobre a solidão
  • Sobre a institucionalização
  • Face à crescente procura das instituições de acolhimento, o que fazer?
  • Então, o que é preciso analisar seriamente para perceber a escassez de envolvimento das famílias e para estimular a sua presença nas instituições?
  • Nota conclusiva
  • Bibliografia citada

Downloads

Publicado

2014-06-24

Como Citar

Pimentel, L. (2014). Quando a solidão está no meio da multidão: o papel dos assistentes sociais no desenvolvimento de estratégias de articulação entre as famílias e as instituições de acolhimento a pessoas idosas. Intervenção Social, (35), 241–249. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1413

Edição

Secção

Painel 4: envelhecimento e qualidade de vida