A prática social na modernidade: a modernidade nos países desenvolvidos capitalistas

Autores

  • Maria do Carmo Falcão

Resumo

  1. A revolução passiva do pós guerra.
  2. O feitichismo da técnica e do progresso.
  3. A alienação contamina e sufoca a vida quotidiana.
  4. Espaço e tempo.
  5. A quebra do pacto de complementariedade.
  6. O Estado providência cunhou o usuário de serviços benefícios. O cidadão foi progressivamente substituído pelo usuário.
  7. A modernidade, a sociedade pós industrial com seus poderosos meios de informática e telemática expandem, mesmo para o 3.º mundo, agudizam para os países desenvolvidos, o desencantamento, a desconfiança e a desesperança nas ideologias, na teoria, no global, no poder político e no Estado.
  8. O sagrado e o espíritual no quotidiano.
  9. O significado e abrangência da prática social.
  10. Estratégias.

Downloads

Publicado

2014-06-18

Como Citar

Falcão, M. do C. (2014). A prática social na modernidade: a modernidade nos países desenvolvidos capitalistas. Intervenção Social, (4), 09–30. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1277

Edição

Secção

Artigos