A questão da inserção profissional dos insuficientes renais crónicos e a estratégia terapêutica

Autores

  • Beatriz Couto Mestre em Serviço Social e Assistente do ISSS Lisboa.

Resumo

Sofrer de insuficiência renal crónica terminal e continuar a viver e um dos muitos benefícios que resultam do desenvolvimento da ciência c tecnologia médicas, pois só o recurso a processos dialíticos sofisticados o permite. Os diferentes modos de tratamento substitutivo da função renal silo, além do transplante renal e da hemodiálise ou dialise peritoneal em centros especializados, também a hemodialise no domicílio do doente ou em pequenas unidades e a diálise peritoneal ambulatória, sendo que estas três ultimas modalidades supõem o auto-tratamento.

Downloads

Publicado

2014-06-18

Como Citar

Couto, B. (2014). A questão da inserção profissional dos insuficientes renais crónicos e a estratégia terapêutica. Intervenção Social, (11/12), 159–179. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1270

Edição

Secção

Comunicação e comentários