Prevenção em saúde mental: projeto de ação directa numa comunidade urbana: programa de trabalho da unidade de prevenção do serviço de saúde mental comunitária do Centro de Saúde Mental Ocidental do Porto

Autores

  • Luísa Ferreira da Silva

Resumo

«Falta de educação cívica» é como frequentemente os técnicos apelidam o comportamento desadequado das populações que se dirigem aos serviços onde as espera uma burocracia contra a qual se esgrimem primária e desajeitadamente. Não somos contra, a que as estruturas de serviços societais eduquem os seus utentes potenciais no sentido de um mais eficaz aproveitamento dos serviços. Mas não esquecemos que nos dias de hoje, os países da pós-industrialização e da urbanização massiva tentam recuperar as noções de comunidade e solidariedade tradicionais e incluir nos cidadãos um desejo de auto-suficiência e responsabilização coletivas.

Entre nós importará sobretudo criar condições para a expressão organizada e integrada desses princípios ainda vivos das sociedades tradicionais, em vez de os rejeitarmos como contraproducentes na medida em que contrariam, à primeira vista, o progresso técnico e especializado.

Downloads

Publicado

2014-06-12

Como Citar

Silva, L. F. da. (2014). Prevenção em saúde mental: projeto de ação directa numa comunidade urbana: programa de trabalho da unidade de prevenção do serviço de saúde mental comunitária do Centro de Saúde Mental Ocidental do Porto. Intervenção Social, (1), 105–118. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1235

Edição

Secção

Prática profissional