Serviço Social e ajudas técnicas: mediações em situação de doença crónica com incapacidade física

Autores

  • Helena Neves Almeida
  • Daniela Oliveira Duarte

Resumo

Em Portugal estima-se que 21% da população possua incapacidade crónica, cujo impacte negativo na vida dos doentes e suas famílias, advém especialmente, da perda de autonomia e qualidade de vida que lhe está associada. Em muitos casos de cronicidade, o recurso a ajudas técnicas melhora o processo de integração do doente, bem como a sua auto-estima e qualidade de vida, facilitando igualmente, a vida dos cuidadores. Nestes casos, os profissionais dos Cuidados de Saúde Primários, sobretudo os profissionais de Serviço Social, desenvolvem um conjunto de mediações e de intermediações que visibilizam o processo dinâmico e complexo da intervenção. O artigo analisa a mediação do Serviço Social numa situação de procura de um doente com Esclerose Múltipla.

Palavras-chave:

Serviço Social, Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio, Cuidados de Saúde Primários, Qualidade de Vida, Doença Crónica

Downloads

Publicado

2014-06-05

Como Citar

Almeida, H. N., & Duarte, D. O. (2014). Serviço Social e ajudas técnicas: mediações em situação de doença crónica com incapacidade física. Intervenção Social, (39), 145–164. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1190

Edição

Secção

Artigos