Ciganos e mediação: estudo exploratório sobre o sentido da mediação em contexto institucionalna perspetiva de um informante-chave

Autores

  • Cristina Coelho

Resumo

Este texto decorre de uma investigação exploratória em que se pretendeu conhecer o sentido que os mediadores profissionais de etnia cigana atribuem à mediação que realizam em contexto institucional, tendo em conta que o projecto de criação da figura do mediador cigano emana de um poder institucional não cigano. Procura-se identificar e compreender o significado atribuído aos processos de mediação de, e pelos mediadores de etnia cigana através do testemunho de um informante-chave. Os resultados da investigação apontam para uma perspectiva de continuidade do formato de mediação tradicional/cidadã própria às pequenas sociedades de interconhecimento. Esta perspectiva permite entender a particularidade da forma como o entrevistado prevê a inserção institucional dos mediadores ciganos: procura a participação nas realidades e exigências contemporâneas e a facilitação de fatores de integração social que sabe residirem na cultura dominante, mas de forma vigiada, para que não haja introdução de ruturas com o sistema de valores e referências do grupo.

Palavras-chave:

Serviço Social, Etnia cigana, Mediação, Contextos multiculturais

Downloads

Publicado

2014-06-05

Como Citar

Coelho, C. (2014). Ciganos e mediação: estudo exploratório sobre o sentido da mediação em contexto institucionalna perspetiva de um informante-chave. Intervenção Social, (38), 183–203. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1175

Edição

Secção

Artigos