As redes de saúde e o serviço social hospitalar na Europa: o assistente social hospitalar mediador ou facilitador de novas parcerias

Autores

  • Maria Luísa Mariguêsa

Resumo

As autoras, a partir de um consenso político sabre os objectivos da reestruturação do sistema de cuidados em Portugal, procuram aprofundar, com base na sua experiencia no seio de um Hospital central, o papel do Assistente Social no processo de implementação de um sistema de cuidados em rede, mediante o desenvolvimento de novas parcerias entre o sistema publico de cuidados e as instituições de base comunitária. Interrogam-se sabre a sua missão e o seu papel. A investigação, focalizada sobre um conjunto de casas tratados pelo Serviço Social e a análise das soluções encontradas a fim de assegurar uma continuidade de cuidados adaptados aos doentes e suas famílias, permitiu a identificação de problemas de natureza horizontal para os quais importara encontrar novas soluções. Para além do papel de mediador entre a instituição hospitalar, o doente, a família e a comunidade, o Assistente Social será chamado, no futuro, a desempenhar um papel proactivo no seio da equipa hospitalar na reflexão sabre os déficits estruturais constatados no seu diálogo com os outros parceiros de terreno, bem como na sensibilização a novos projectos consensuais ou a práticas emergentes, susceptíveis de contribuir para encontrar resposta às novas necessidades. O papel e a responsabilidade do Assistente Social Hospitalar alargam-se para melhor responder a procura social.

Palavras-chave:

Serviço Social

Downloads

Publicado

2014-05-29

Como Citar

Mariguêsa, M. L. (2014). As redes de saúde e o serviço social hospitalar na Europa: o assistente social hospitalar mediador ou facilitador de novas parcerias. Intervenção Social, (25/26), 243–254. Obtido de http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/is/article/view/1054

Edição

Secção

Notas e documentos