O Portal de Revistas da Universidade Lusíada promove o acesso livre e em linha à informação científica produzida no seio da instituição e respetivas unidades orgânicas.

As publicações periódicas da Universidade Lusíada são representativas da génese e do desenvolvimento da Universidade, abarcando diversas áreas do conhecimento, que se consubstanciam na riqueza do universo académico, nomeadamente, na produção de novo conhecimento científico, numa dinâmica muitas vezes interdisciplinar, refletindo o estado da arte das áreas em que as publicações se inserem, bem como a sua contemporaneidade.

Revistas

  • Intervenção Social

    A revista "Intervenção Social" está disponível ao público desde 1985 e destina-se à publicação de trabalhos sobre temas atuais e de pertinência científica no âmbito do Serviço Social e da Intervenção Social, áreas afins e suas relações interdisciplinares. As edições são organizadas por temáticas ou por temas diversos, de interesse profissional e académico, previamente definidos pela direção da revista.

  • Lusíada. Direito

    "Lusíada. Direito" mantém como objetivo primordial a divulgação de textos científicos de natureza jurídica. Encontra-se, por isso, aberta a todos os que se interessam pela Ciência do Direito nas suas múltiplas vertentes, independentemente de serem ou terem sido docentes da Universidade Lusíada, relevando apenas critérios editoriais e de qualidade. Enquanto publicação oriunda de uma instituição universitária, pretende também servir de órgão de divulgação da vida interna, no que respeita aos eventos de natureza científica e outra, ocorridos no seu âmbito.

  • Lusíada. Economia e Empresa

    A revista "Lusíada. Economia & Empresa” é um periódico multidisciplinar, de informação independente e pluralista, de apoio ao ensino e divulgação das Ciências Sociais na área da economia e da gestão das organizações públicas e privadas. Propõe-se divulgar trabalhos científicos e académicos resultantes de dissertações de mestrado e de teses de doutoramento, destinados a investigadores, docentes, estudantes, empresários e profissionais com interesse científico nas temáticas da Economia e da Gestão Empresarial. Pretende, também, ser um espaço aberto à participação de colaboradores, especialmente convidados pelos seus méritos profissionais, com comprovadas experiências teóricas e práticas nos domínios da Economia e da Gestão.

  • Lusíada. Política Internacional e Segurança

    “Lusíada. Política Internacional e Segurança” surge numa altura especialmente apropriada, dado o panorama das relações internacionais, com todas as dinâmicas que lhes estão associadas, nomeadamente, uma eventual transição de um modelo unipolar para um multipolarismo, do qual não conhecemos ainda verdadeiramente os contornos e que encerra toda uma série de desafios que urge estudar, analisar e compreender. As crises financeiras, do petróleo, dos alimentos, do terrorismo, a emergência de novos poderes estaduais, mas também infra e até supraestaduais, fazem-nos questionar os paradigmas até aqui dominantes e tentar perspetivar aqueles que estão a despontar. A academia portuguesa e, por maioria de razão, a Universidade Lusíada não podiam ficar alheias a estes fenómenos, tendo inclusivamente como seu objetivo estatutário não só a transmissão de saberes e competências, mas também, e fundamentalmente, a criação e difusão de conhecimento científico inovador produzido pelos seus docentes e investigadores para usufruto da comunidade onde se inserem. É este, portanto, o desiderato principal desta publicação: a produção de estudos, análises, perspetivas e opiniões sobre as áreas científicas já mencionadas.

  • Minerva: Revista de Estudos Laborais

    "Minerva: Revista de Estudos Laborais" foi pensada, desde o primeiro momento, como uma revista vocacionada, em primeira via, para difundir os estudos de docentes e investigadores. Numa perspetiva urbi et orbi, a revista consiste no ponto de encontro de todos aqueles que pretendam contribuir para o estudo do Direito do Trabalho, tendo em vista o aprofundamento do conhecimento das relações laborais.

  • Polis

    A revista “Polis” visa promover a divulgação da atividade científica de docentes e investigadores nacionais e estrangeiros nas áreas de Ciência Política, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Internacional Público, Direito Comunitário, História Política, História das Ideias, Filosofia Política, Sociologia Política, entre outras. Pretende, assim, contribuir para o conhecimento e o debate dos factos políticos e sociais presentes e passados, e das grandes linhas do pensamento jurídico-político sobre a sociedade e o Estado.

  • Revista Arquitectura Lusíada

    A "Revista Arquitectura Lusíada" é uma publicação científica comum às Faculdades de Arquitetura e Artes das Universidades Lusíada. Pretende ser um órgão de informação, de divulgação e de reflexão nas áreas pluridisciplinares em que assenta o ensino da Arquitetura e do Design, prolongando-se para o seu âmbito de ação profissional e de exercício de cidadania. Os objetos da publicação são a Arquitetura e o Design no sentido lato de todas as suas componentes, do projeto à investigação, teórica ou aplicada.

  • Revista de Psicologia da Criança e do Adolescente

    A "Revista de Psicologia da Criança e do Adolescente" é uma revista científica multidisciplinar que procura publicar resultados de novas investigações e intervenções no âmbito da Psicologia e ciências relacionadas, nestes grupos etários.

  • Sebentas d'Arquitectura

    A coleção "Sebentas d'Arquitectura" é uma publicação monográfica da Faculdade de Arquitetura e Artes da Universidade Lusíada, com o patrocínio do Centro de Investigação em Território, Arquitetura e Design (CITAD), vocacionada para a edição de artigos científicos e projetos académicos nas áreas de Arquitetura, Desenho Urbano e Design, ou outras áreas do conhecimento diretamente ligadas ao fenómeno da Arquitetura, como as Artes Visuais, a Geografia, a História, a Sociologia, a Antropologia, a Economia, e as Ciências da Educação. Esta publicação dá um enfoque especial às temáticas centradas na Península Ibérica, na América Latina e nos países de expressão portuguesa. A coleção é dirigida às comunidades académica e científica, em todo o mundo.